Terra de meia-roda

8 07 2008

Voltando à minha prosopopéia verborrágica contra o lugar comum e a terra das ovelhas conformadas, comento aqui, hoje, o que me deixa inconformado já há alguns anos.

O Espírito Santo é uma terra de péssimos motoristas.

Explico: Aqui não se para em placa de pare, seta e retrovisor são acessórios e principalmente, mais de 70% dos motoristas, não se importam com isso.

Pombas! Custa dar seta ao trocar de faixa? Vai cair o olho se usar o retrovisor? Não está escrito diminua na placa. Está escrito pare. Então pare!

O povo daqui não respeita ninguém no trânsito. Pensam que 30 segundos parados numa rotatória vai lhes fazer chegar atrasados em casa, ou no trabalho ou em qualquer lugar. Alias, rotatória é o maior problema daqui. Putz!

Meu sonho é ver um guarda de trânsito parado, numa rotatória, multando TODOS que passam nela sem parar. Inclusive os ônibus.

Aliás, motorista de ônibus e caminhão é uma qualidade, à parte de motoristas. Acham que são os donos da rua, que têm preferência e que podem, inclusive, apostar uma corrida a 70 Km/h numa via de duas pistas. Irritante para não baixar o nível do texto.

Alguém mais tem opinião sobre os motoristas capixabas?

Anúncios

Ações

Information

One response

16 07 2008
Clarissa

Bernardo, como te disse… concordo plenamente com você.
Em Jd. Camburi fizeram uma rotatória perto da minha casa e, a cada 30 seg., (ou a cada vez que mais de um carro deseja passar por essa rotatória), é um quase acidente. Vai entender…
=D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: